Linha Automotiva Linha Moto Linha Diesel Gestão

Aula 14 – SENSOR LAMBDA

LAMBDA ( λ )

la

 

PROPORÇÃO ESTEQUIOMÉTRICA

Relação ideal: ar/combustível:

• Gasolina – 14.7:1

(14,7 partes de ar para 01 de combustível gasolina).

• Álcool – 9.0:1

(9,0 partes de ar para 01 de combustível álcool).

• Diesel -15.2:1

(15,2 partes de ar para 01 de combustível diesel).

CONSTITUIÇÃO

Dióxido de Zircônio (ZrO2).

CLASSIFICAÇÃO

Sensor Lambda – W aquecido pelo calor dos gases de escapamento, 01 fio (WOR) e 02 fios (WORG).

Sensor Lambda – R aquecido por uma resistência interna, 03 fios (WR) e 04 fios (WRG).

CARACTERÍSTICA

Detecta o teor de oxigênio nos gases de escape, e informa à unidade de comando (computador) quanto a sua presença em relação ao ar de amostragem dentro do sensor para cálculo estequiométrico.

A unidade de comando (computador) não utiliza os seus valores para cálculo quando:

– Na fase fria, pois a mistura deve ser rica.

– Na aceleração rápida ou plena carga.

– Na desaceleração (cut-off) onde a mistura deve ser pobre.

FUNCIONAMENTO

O Sensor Lambda gera milivolts conforme o teor de oxigênio nos gases de escape.

O “coração” de um Sensor Lambda é um elemento em formato de dedal, fabricado de dióxido de zircônio (um material cerâmico), coberto interna e externamente por uma fina camada de platina microporosa.

Esse elemento é, na verdade, uma célula galvânica (pilha).

Quando o dióxido de zircônio é aquecido acima de aproximadamente 300°C, ele se torna um condutor elétrico conduzindo íons de oxigênio da camada interna de platina (em contato com a atmosfera), para a externa (em contato com os gases de escape).

Valores altos de milivoltagem significam que praticamente todo o oxigênio injetado na câmara de combustão foi consumido, restando quase nada nos gases de escape.

Valores baixos de milivoltagem significam que o oxigênio está sendo injetado além do necessário para a queima do combustível.

Portanto, ainda haverá oxigênio nos gases de escape.

Lendo estas milivoltagens, o módulo pode ajustar a mistura entre ar e combustível deixando-a o mais próximo possível do ideal.

lb

MISTURA RICA

Se o motor está trabalhando com a mistura RICA, pouco oxigênio estará presente no cano de escape, pois terá sido consumido para queimar o excesso de combustível. Assim, poucos íons se agruparão no eletrodo externo e a voltagem gerada será relativamente alta.

lc

MISTURA POBRE

Numa situação contrária, mistura POBRE, mais oxigênio estará presente (não há combustível suficiente para queimá-lo todo) o que se traduz em mais íons no eletrodo externo, causando menor potencial elétrico ou menor voltagem.

 ld

SINAL DE SAÍDA 0 a 1.1 volts. (0 a 1100 mV)

MISTURA RICA λ < 1 mais de 0.45 volts. (450 mV) = Excesso de combustível.

MISTURA POBRE λ > 1 menos de 0.45 volts. (450 mV) = Excesso de oxigênio.

Para que possa aprimorar ainda mais seus conhecimentos sobre diagnóstico do SENSOR LAMBDA indicamos que faça o curso 7 PASSOS SENSOR LAMBDA

Vamos a prova final testar seus conhecimento sobre INJEÇÃO ELETRÔNICA!

Boa sorte!

 

VER TUDO Add a note
Você
Adicionar comentário