Linha Automotiva Linha Moto Linha Diesel Gestão

Diagnósticos do aquecedor do sensor lambda

1.Verificação da resistência do aquecedor do sensor

Desligue o contato da ignição, e com o motor frio meça a resistência do aquecedor do sensor.

Conexão do multímetro na escala de resistência: fios brancos

Valor padrão para diagnósticos:  entre 6 a 12 Ohms (a 20ºC).

CONECTOR3

Conector do sensor: Verificação da resistência do aquecedor

Valores de resistência diferentes do padrão sugerem que a peça seja substituída.

Se o valor obtido estiver no padrão efetue o teste da próxima fase.

2. Verificação do circuito de alimentação do aquecedor do sensor

Com o contato da ignição ligado verifique a tensão (V) entre o conector do sensor (lado da fiação) e o terra

Conexão do multímetro na escala de tensão DC, fios:  (+) preto/azul (-) terra:

CONECTOR 4

Conector do sensor: Verificação da tensão do aquecedor

Valor padrão para diagnóstico: o valor obtido deve ser igual da tensão (V) da bateria.

Caso não haja tensão pode ser um circuito aberto ou problema na bateria e fusíveis, portanto prossiga os testes verificando a continuidade no fio branco (terra).

3. Verificação de circuito aberto no aquecedor do sensor lambda

Com o contato da ignição desligado instale a caixa de pinos entre o ECM e o conector do ECM.

Verifique a continuidade- Conexão do multímetro na escala de resistência, fios:  branco do conector do sensor (lado da fiação) e o pino 22:

CAIXA DE PINOS4

Caixa de pinos: verificação da continuidade entre o pino 22 e o conector do sensor lado da fiação

Aquecedor do sensor

Se houver continuidade prossiga parta a próxima fase, se não houver continuidade pode ser que haja circuito aberto no fio branco.

4. Verificação de curto-circuito da resistência do aquecedor do sensor.

Veja se há contato na linha do aquecedor do sensor, utilizando o dispositivo de testes (caixa de pinos), checando a continuidade entre o pino “22” e o terra.

CAIXA DE PINOS5

Caixa de pinos: Verificação de curto-circuito da resistência do aquecedor do sensor

Se houver continuidade pode haver curto circuito no fio branco, caso não haja continuidade substitua o ECM por outro igual em bom estado e refaça os testes. Se os defeitos desaparecerem, substitua o ECM.

Se o sensor for substituído é necessário executar a limpeza de defeitos memorizados no ECM.

Anexos4

VER TUDO Add a note
Você
Adicionar comentário